Em Viena, Áustria, os sistemas de semáforos acionados por botões podem “ter os dias contados”. Segundo a Phys.org, estes semáforos não satisfazem os pedestres, que não têm paciência para esperar pelo verde, depois de premido o botão, levando-as a atravessar quando o sinal está vermelho. Por outro lado, estes são utilizados como diversão para “chatear” os condutores em muitas situações em que ninguém atravessa.

A pensar na segurança, mas também na otimização da gestão dos semáforos, a entidade municipal responsável pela iluminação urbana e sinais de trânsito encomendou à TU Graz’s Institute of Computer Graphics and Vision o desenvolvimento de um novo sistema para substituir os modelos com botões.

O novo semáforo utiliza uma câmara de reconhecimento das intenções dos pedestres em atravessar a estrada, mudando para verde automaticamente. O sistema irá permitir ainda uma otimização na fluidez do trânsito de automóveis e da passagem das pessoas. Por exemplo, o sinal verde poderá ser prolongado no caso de detetar grupos maiores de pessoas. E se as pessoas atravessarem sem a luz estar ainda verde, o semáforo regista a ação e não abre o sinal para os pedestres.

tek tecnologia

Segundo é explicado, as câmaras dos semáforos detetam pessoas num campo de visão de oito a cinco metros, mas cobrem visualmente até três metros. E demora apenas um segundo para avaliar a intenção das pessoas, registando a ação de imediato. O sistema decide então quando abrir o sinal, gerindo com a circulação dos veículos. Os semáforos estão também equipados com um sistema de monitorização que reporta as infrações imediatamente.

Estima-se que os novos semáforos sejam instalados em 2020, numa primeira fase de avaliação.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.