O Clix apresenta hoje uma parceria com a Worten e a Vobis que prevê o acesso a descontos em serviços de banda larga para quem adquirir computadores nas lojas das duas empresas retalhistas. A iniciativa tinha já sido divulgada no início da semana, mas é agora apresentada em conferência de imprensa com a presença do ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Mariano Gago.



A parceria prevê que na compra de equipamento informática numa das lojas Clix ou Vobis os clientes possam usufruir de um desconto de 150 euros, que se converte em descontos para aquisição de serviços de banda larga do Clix.



A promoção é válida até final de Janeiro do próximo ano e para lhe ter acesso é necessário preencher um cupão na altura de aquisição do equipamento e enviá-lo ao Clix, juntamente com o contrato de adesão aos serviços do operador.



A empresa justifica a iniciativa como sendo o contributo da Sonaecom para o programa Ligar Portugal, anunciado pelo Governo há alguns meses e que resume as metas do Governo em matéria de Sociedade da Informação. Ocupam aqui lugar de destaque neste programa o objectivo de fazer chegara a banda larga a 60 por cento da população até 2010.



"Com esta parceria, as entidades envolvidas vão disponibilizar nos seus pontos de venda computadores (Desktop ou portátil) de qualquer marca a preços bastante competitivos e ao mesmo tempo potenciar, através da oferta de 150 euros em produtos Clix, a aquisição de serviços de banda larga", detalha a empresa no comunicado divulgado esta semana.



O documento sublinha ainda que para as famílias, ao desconto patrocinado pelo Clix, se junta a possibilidade de dedução à colecta do valor da compra do equipamento, na sequência da reintrodução do sistema de incentivos fiscais em vigor desde ontem. Esta medida, que se inclui nos objectivos do Plano Tecnológico vem permitir uma dedução máxima de 250 euros na compra de equipamentos informáticos, em sede de IRS.



Recorde-se que o Clix anunciou recentemente uma reformulação da sua oferta de Internet, concentrando em duas velocidades - 2 e 16 Mbps - os serviços de acesso comercializados. Ambos os produtos incluem telefone sem assinatura mensal.



Já em conferência de imprensa, Luís Reis administrador da Sonaecom, aproveitou a presença do ministro para sublinhar que “é muito importante ligar mais e mais portugueses à banda larga, mas é preciso fazê-lo em concorrência".



Mariano Gago concordou com a afirmação e mais uma vez sublinhou que o Governo "é extraordinariamente a favor da concorrência", enquanto única forma de desenvolver produtos e serviços atractivos para o utilizador.



À margem da apresentação o administrador da Sonaecom afastou a hipótese de que o prazo da campanha venha a ser alargado, explicando que "esta é uma promoção muito agressiva que desenhámos para assinalar a entrada em vigor dos incentivos fiscais reintroduzidos pelo Governo.


Nota de redacção [17:01]: A notícia foi actualizada com informação da conferência de imprensa.



Notícias Relacionadas:

2005-12-01 - Benefício fiscal para a compra de PCs entra hoje em vigor com apoio de fabricantes e ISPs

2005-08-01 - Ligar Portugal quer triplicar o número de famílias com acesso à banda larga

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.