Está encerrada a quarta edição do SAPO Codebits e o balanço só podia ser positivo, consideram os promotores. Daí que o regresso para o próximo ano tenha ficado, mais uma vez, prometido.

Os três dias da edição deste ano reuniram mais de 700 participantes, 10 por cento dos quais estrangeiros, quando no total se registaram 1.500 inscrições.

Além do convívio e da troca de ideias, os participantes puderam assistir a cerca seis dezenas de apresentações, conhecer as mais recentes inovações desenvolvidas dentro do Grupo PT, jogar e mesmo contactar com algumas verdadeiras peças de museu, num espaço a que a organização chamou de “Retrocomputing”, já para não falar do tradicional concurso de programação, que este ano cresceu de 24 para 48 horas

“Estou extremamente orgulhoso da edição 2010 do Codebits. A fasquia da qualidade e também da diversidade dos temas abordados foi de facto fantástica este ano”, referiu Celso Martinho. “É também com muito orgulho que vejo que a notoriedade do Codebits tem crescido de ano para ano”, acrescentou no discurso de encerramento.

Abílio Martins partilha da mesma opinião, constatando com agrado – depois de contar com a ajuda da assistência - que o Codebits tem muitos “repetentes”, mas também uma grande capacidade de rejuvenescimento. Isto mesmo antes de anunciar que o evento estará de regresso em Novembro de 2011.

“A força do SAPO – e da TMN, e do Meo – é a força da sua comunidade. E é essa comunidade que temos aqui que queremos privilegiar, que queremos incentivar e em que queremos apostar”, garantiu o administrador da PT.

Abílio Martins anunciou ainda que o site do Codebits será dinamizado durante o ano, prometendo-se muitas novidades. “Por isso estejam atentos”.

E o vencedor é…

O concurso principal de programação do Codebits2010 reuniu inicialmente mais de 100 propostas, mas, depois de uma primeira triagem pelo júri, apenas cerca de meia centena subiu ao palco. “Eram demasiados projectos, o que resultaria num tempo total de apresentação demasiado longo”, justificou Celso Martins.

O método que permitiu chegar aos vencedores foi o mesmo do ano passado: 90 segundos em palco para dar a conhecer o trabalho desenvolvido nas últimas horas. Os melhores projectos foram votados pela audiência, em resultados “auditados” posteriormente pelo júri de serviço.

A escolha deste ano para o primeiro lugar foi direitinha para o projecto de realidade aumentada Lightbits.

“Com um computador e com um projector, tentamos manipular o mundo à nossa volta, de forma a que ele pareça diferente do que realmente é”, explicou Pedro Freitas ao TeK. “Na prática o que fizemos foi apontar para objectos e projectar neles imagens e animações, de modo parecer que o próprio objecto tem essa textura”.

Quanto a aplicações práticas, “há um potencial imenso”, acrescentou Guilherme Morais, referindo como exemplo a utilização em exposições em museus e outros eventos, “porque é uma técnica que permite transformar qualquer superfície para contar uma história”.

Além do Lightbits, houve outros projectos distinguidos. Fica a lista dos 10 premiados, por ordem crescente:

1º Lightbits

2º Yet another game in 48h

3º Shave dare

4º Game console kit

5º Codebits street view

6º Expert guitar for noobs

7º Projecto terra sentes

8º Fixing the portuguese justice in 72h

9º TV widget for a shopping list

10º Never ending story

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.