O Departamento de Energia (DOE) norte-americano anunciou que irá colaborar com a IBM para a construção de um computador que será 30 vezes mais potente do que o BlueGene, o mais rápido actualmente existente.



O acordo prevê a participação de 58 milhões de dólares - 23 milhões por parte da IBM - para pesquisa e desenvolvimento, num período de cinco anos. Os cientistas do DOE vão juntar-se às equipas da Big Blue para criarem a tecnologia que fará parte deste "super-computador".



O desenvolvimento do equipamento é motivado por vários factores, nomeadamente, no que diz respeito à capacidade de resposta americana a questões de foro científico ou até de protecção nuclear.



O secretário do DOE norte-americano, Samuel W. Bodman, felicitou os laboratórios de desenvolvimento do projecto pela iniciativa salientando que esta "será essencial para aumentar a competitividade económica" dos Estados Unidos, dando a capacidade de resposta a várias questões "de forma rápida e eficiente".



Um dos objectivos da equipa de pesquisa e desenvolvimento é a produção de um software que se apoie numa arquitectura de baixo consumo eficaz. Outros dos objectivos a que a equipa se propõem assentam nos interesses específicos do país, mais concretamente, renovar as tecnologias nucleares, aumentar velocidade de pesquisa do genoma humano, analisar as mudanças climáticas e de ambiente.

Notícias Relacionadas:

2006-11-10 - IBM reforça estratégia de virtual-business com investimento de 10 milhões de dólares

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.