A Check Point encontrou várias vulnerabilidades no firmware nas câmaras DSLR da Canon. Estas afetam o Picture Transfer Protocole (PTP), processo utilizado para a transferência de fotografias da câmara para o computador.

Como o processo é um standard do sector, crê-se que estes problemas possam estar presentes em mais dispositivos além dos encontrados na câmara da marca japonesa.

tek camara

As falhas de segurança foram descobertas tanto na transferência através de cabo USB como via Wi-Fi. Este permite que tanto as câmaras como também os computadores pessoais sejam infetados com ransomware, o que pode levar ao roubo de fotografias e a casos de extorsão e de chantagem por hackers.

Antes do anúncio publico destes problemas, a Canon foi alertada para o assunto e trabalhou em conjunto com a Check Point na correção dos mesmos.

Num comunicado publicado no seu site, além da atualização de firmware, a marca recomenda que os utilizadores não liguem as câmaras a dispositivos ligados a redes inseguras e/ou que possam ter sido expostos a vírus e que mantenham a conectividade da máquina desligada quando não está a ser necessária.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.