A editora Relógio D'Água espera lançar os seus primeiros livros digitais em maio de 2015, sendo que as primeiras obras serão alvo de um lançamento duplo, isto é, também vão chegar ao mercado em formato físico. A editora lisboeta vai lançar novas edições de Obras Escolhidas de autores de renome, como Oscar Wilde e Lewis Carrol, sendo estas as primeiras convertidas ao livro eletrónico.

O responsável máximo pela editora, Francisco Vale, revelou ao Diário de Notícias que a empresa está a negociar com a FNAC e com a Wook para publicar os livros nas suas plataformas de distribuição.

Depois da publicação dos clássicos de autores estrangeiros, a Relógio D'Água também vai virar as atenções para autores nacionais e outros de língua portuguesa. Os autores contemporâneos Hélia Correia e Rui Nunes, assim como os “clássicos” Eça de Queirós e Fernando Pessoa, estão para já garantidos.

A estes vão juntar-se ainda os brasileiros Machado de Assis e Clarice Lispector, naquela que será uma estratégia de médio prazo. Os lançamentos e a entrada progressiva no mercado dos livros digitais vai fazer-se até 2017.

“Não pode ser antes porque é preciso respeitar a situação do mercados e as possibilidades da editora, mas creio que em três anos conseguir-se-á terminar esta primeira fase do projeto, que conta com 20 autores diferentes”, assegurou Francisco Vale.

Apostar no mercado dos ebooks não é novo para as editoras portuguesas e, por exemplo, a Porto Editora tem inclusive uma chancela dedicada apenas a livros eletrónicos. Os leitores interessados podem ainda espreitar quais as melhores plataformas para encontrar ebooks e podem também ver alguns dos eReaders mais badalados do mercado, como o Kindle Voyage.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.