O presidente da MetaMachine, empresa que suporta a rede Peer-to-Peer disponível através do site eDonkey, anunciou hoje que vai cessar a sua actividade, cedendo às pressões da RIAA que há algumas semanas enviou cartas a sete empresas com plataformas P2P avisando-as de que iria avançar para tribunal.



O eDonkey torna-se o segundo serviço a fechar portas depois da última investida da RIAA. Já na semana passada uma empresa britânica do mesmo género, a WinMX, anunciou o mesmo tipo de decisão logo depois de ter recebido a carta da RIAA.



A comunicação oficial do encerramento do eDonkey foi feita em comunicado dirigido ao Comité Judiciário do Senado onde o Sam Yagan diz querer deixar claro que a empresa "respondeu à carta da RIAA" e que o encerramento do serviço mostra o seu "comprometimento pessoal com o presidente da RIAA, ao qual reitera hoje que o eDonkey está a cumprir o seu pedido".



O responsável justifica a decisão da empresa como uma consequência da decisão judicial conhecida em Junho nos Estados Unidos em que pela primeira vez o tribunal admitiu que as empresas P2P fossem responsabilizadas pelas acções ilegais realizadas sobre as suas redes.
A decisão abriu caminho à culpabilização das redes que na sua maioria são estruturas com fracos recursos financeiros para encarar uma batalha judicial com a RIAA, acrescentou.



Notícias Relacionadas:

2005-09-22 - Pressões da RIAA levam a encerramento de rede peer-to-peer WinMX

2005-09-16 - RIAA volta a ameaçar redes P2P com processos legais

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.