A Microsoft viu o formato Open XML ser reconhecido pelo estado de Massachusetts como um standard a ser utilizado nas agências governamentais da região. A versão 4.0 do Enterprise Technical Reference Model (ETRM) - um modelo que define os standards permitidos para utilização no estado norte-americano - lista o Ecma-376 Office Open XML Formats (Open XML) como um "formato aberto aceitável". A integração do modelo criado pela Microsoft foi possível por "reunir todos os critérios" exigidos pelo estado para ser aceite como tal, explica Bethann Pepoli, membro do governo do estado de Massachusetts, à ComputerWorld.




A mesma responsável indica que "existe um suporte da indústria ao Open XML o que nos faz acreditar que ao adoptar este standard estaremos aptos a acelerar o processo de migração para documentos" daquele formato.




O estado de Massachusetts tem vindo a renovar a lista ETRM semestralmente e em Dezembro passado, quando saiu a última revisão do modelo, o Open XML tinha sido aprovado "apenas pela ECMA não existindo ainda qualquer tipo de suporte ao formato por parte da indústria", refere Pepoli.




Massachusetts foi o primeiro estado norte-americano a migrar para formatos de código aberto. A mudança, iniciada no início deste ano, colocou de lado a utilização de todas as soluções de produtividade proprietários - Microsoft Office, Lotus Notes e WordPerfect - e passou a priviligiar ferramentas que suportam formatos abertos - OpenOffice, StarOffice, KOffice e IBM Workplace.




Agora, os residentes do estado devem expressar a sua opinião quanto à adopção do formato até 20 de Julho, altura em que termina o período de consulta pública.




Em Novembro de 2004 a Microsoft submeteu o Open XML a aprovação da ECMA, que aprovou a versão final da especificação. Por outro lado, a Organização Internacional de Standards (ISO) deverá votar na versão aprovada pela ECMA no final do ano, altura em que se saberá se o formato é considerado um standard tecnológico internacional.




Paralelamente, a Ecma formou um comité técnico para trabalhar definir um formato rival ao PDF baseado na solução de XML da Microsoft chamada XML Paper Specification (XPS).




De acordo com as informações disponíveis no site do organismo, o objectivo é "criar um standard formal para documentos digitais baseados em XML e consistente com as implementações existentes no formato XPS".




O XML Paper Specification é um dos muitos formatos de arquivos suportados pelo Microsoft Office 2007 e foi desenvolvido internamente pela Microsoft. Encarado como um concorrente do PDF da Adobe, o XPS difere por ser estático, ou seja, não inclui capacidades dinâmicas comparáveis ao PDF.




Notícias Relacionadas:

2007-07-02 - Linspire prepara conversor bidireccional entre os formatos ODF e Open XML

2007-06-27 - FFI premeia activistas que tentem impedir normalização do OpenXML

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.