Trinta e quatro Estados norte americanos vão processar sete fabricantes de processadores pela prática concertada de preços acima do mercado, num período em que a oferta de chips DRAM (Dynamic Random Access Memory) era superior à procura no mercado.


Os Estados alegam que a manipulação de preços levada a cabo pelas fabricantes teve efeitos directos nos preços dos equipamentos que usaram estes processadores e dessa forma terão prejudicado o consumidor, que pagou os produtos mais caros.



Da lista de visados pelo processo, que reclama centenas de milhões de dólares de indeminizações, fazem partes nomes como a Samsung, a Micron ou a Infineon.



Recorde-se que algumas destas fabricantes já foram multadas pelo departamento de justiça norte-americano em 2002 depois de uma investigação sobre as mesmas práticas. Nessa altura foram sujeitas a uma multa de 370 milhões de dólares.



A investigação iniciou-se depois de uma queda abrupta nos preços dos processadores, a que se seguiram falências de empresas e fusões. É com base nessa investigação que avança o novo processo, onde se alega que as empresas terão violado leis estatais e federais entre 1998 e 2002.



Notícias Relacionadas:

2004-04-26 - Infineon alarga produção de chips de memória DRAM nos Estados Unidos

2000-02-23 - Preço da DRAM continua a baixar

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.