Um grupo de consultoria que inspecciona o código fonte na base de vários sistemas operativos concluiu que um dos principais componentes para redes do Linux possui, em vários aspectos, mais
qualidade do que o do software proprietário concorrente.

Segundo a Reasoning,
empresa que disponibiliza serviços automatizados de inspecção de
software, a implementação do protocolo da Internet TCP/IP da versão
2.4.19 do
kernel - núcleo - do Linux contém menos defeitos do que as
implementações
comerciais equivalentes empregues noutros sistemas operativos genéricos.

A companhia chegou a essa conclusão depois de analisar o código da
plataforma open source e de mais cinco sistemas operativos, sendo dois deles versões do Unix, comparando o número e a taxa de defeitos de programação. Os analistas da Reasoning também efectuaram comparações com o código utilizado em dois produtos de redes para fins específicos, tendo descoberto que era superior a um destes.

A taxa de defeitos do Linux foi de 0,1 falhas por mil linhas de código. Em
comparação, a taxa para os sistemas operativos genéricos
situou-se entre 0,6 e 0,7 por mil linhas de código. Em relação aos dois
sistemas
operativos embedded, aquele indicador foi de 0,1 e 0,3 por mil linhas de código.

O código fonte consiste no conjunto de instruções escritas por programadores e posteriormente traduzidas em binários que os computadores podem compreender. Produtoras de software como a Oracle e a Microsoft comercializam binários que são incompreensíveis para os humanos, em vez do código fonte que pode ser compreendido por técnicos com formação especializada.

As conclusões da Reasoning sustentam assim o ponto de vista dos defensores do open
source
, que argumentam que o mais vasto escrutínio possível que este
software
oferece proporciona uma descoberta mais rápida dos problemas. Este argumento é partilhado por Scott Trappe, director executivo da companhia.

"As aplicações open source permitem que qualquer pessoa investigue o código fonte. Devido ao facto de o processo de desenvolvimento ser também aberto, os programadores independentes podem reportar os defeitos que encontrarem e mesmo sugerir as soluções apropriadas", refere Trappe que advertiu, contudo, para o facto de ", infelizmente, este processo demorar
demasiado tempo para os ciclos de desenvolvimento de produtos comerciais."

No teste comparativo, a Reasoning procurou por problemas relacionados com a
programação como memória que estava identificada como livre quando de facto
estava ainda a ser utilizada, memória que estava a ser utilizada sem ser
devidamente iniciada e tentativas de guardar dados que excediam o espaço
reservado.

Este último problema é frequentemente associado a buffer overruns, uma
vulnerabilidade grave que em determinadas circunstâncias, pode
permitir que um atacante tome o controlo de um computador.

Notícias Relacionadas:
2002-12-11 - META
Group prevê que Microsoft venha a produzir software de servidores para
Linux

2002-12-04 - Windows
2000 com custo mais reduzido do que Linux em servidores

2002-07-09 - Relatório da CE apela à adopção do software open source
na administração pública

2001-03-01 - Linux
mais rápido do que o Windows no mercado de servidores

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.