Alguns eurodeputados chegaram a um acordo provisório com a presidência do Conselho de Ministros europeu para a implementação de leis que obriguem os fabricantes de dispositivos com suporte a frequências rádio a suportarem um carregador elétrico universal. Na perspetiva do consumidor final quer isto dizer que dentro de alguns anos haverá um mesmo carregador para smartphones, tablets e outros gadgets.

O projeto de lei terá ainda que ser aprovado pelo Parlamento Europeu e pelos países Estados-membro. A partir do momento em que a nova lei for aprovada, e estima-se que tal aconteça já em março de 2014, os países da UE têm dois anos para introduzir a norma na legislação nacional e os fabricantes terão três anos para se adaptar às novas regras.

As previsões apontam 2017 como o ano da chegada do carregador universal para dispositivos eletrónicos.

A adoção de um carregador "único" teria vantagens como redução do lixo eletrónico, redução com os encargos dos equipamentos e maior hipótese de comércio para produtores independentes. A eurodeputada Barbara Weiler considera ainda que as alterações vão ser positivas para os consumidores finais.

Um dos casos que vai gerar mais interesse vai ser o da Apple. Tal como o TeK já tinha adiantado da última vez que foi abordado o tema dos carregados universais pela UE, a empresa de Cupertino é uma das que vai sentir mais dificuldades pois aplica entradas proprietárias aos seus dispositivos. A Microsoft também o faz por exemplo com os Surface.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.