Ao contrário do que tinha sido garantido na passada sexta-feira, quando foi lida uma súmula do acórdão da decisão dos juízes sobre o caso Casa Pia, o documento não foi ontem disponibilizado aos advogados. Os juízes terão justificado o atraso com problemas informáticos na reprodução dos DVDs, adianta hoje o Jornal de Notícias.

Um comunicado do Conselho Superior de Magistratura, disponível online, refere que "A Exmª juíza presidente do Tribunal colectivo, muito embora tivesse já o acórdão para depósito, entendeu fazê-lo apenas amanhã [hoje], dia 9 de Setembro, logo pela manhã, pois só então o Tribunal disporá dos suportes informáticos e em papel para entrega a todos os intervenientes".

O acórdão será ainda publicado no site do Conselho, mas apenas na sexta feira, reproduzindo as quase duas mil páginas do documento, mas ocultando ai o nome das 32 vítimas, já que se trata de um processo de abuso sexual de menores.

Ainda ontem os problemas informáticos ter-se-ão estendido ao site criado por um dos mais mediáticos arguidos deste caso, Carlos Cruz. O site onde optou por publicar documentos e vídeos para fazer a sua defesa.

O Diário de Notícias avança que depois da publicação dos vídeos onde se reproduzem os depoimentos de reconhecimento à casa de Elvas, o site já foi alvo de quatro ataques informáticos e que ontem Carlos Cruz admitiu que foi vítima de um quinto ataque. Este ataque feito com que o site ficasse inacessível por algumas horas.

Recorde-se que Carlos Cruz foi condenado a uma pena de prisão de 7 anos por três crimes de abuso sexual, uma sentença da qual pretende recorrer.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.