A partir de 9 de agosto a Fujitsu vai iniciar a comercialização de computadores em kit, com a montagem dos componentes a ficar a cargo do utilizador.



A nova estratégia do fabricante nipónico pretende não só diminuir o preço dos seus produtos, como servir de arma de marketing para se distinguir da concorrência, permitindo ao mesmo tempo o maior envolvimento do utilizador com os vários passos da montagem de um PC.



"Aprendendo a construir um computador e percebendo o seu funcionamento isso irá permitir que o utilizador aplique diariamente esses conhecimentos, conservando melhor os seus equipamentos" referiram responsáveis da Fujitsu ao site Tom's Hardware.



Ao todo serão 15 os kits inicialmente disponibilizados pela Fujitsu - numa primeira fase a comercializar apenas no Japão - entre propostas inseridas nas linhas de portáteis Lifebook, até aos modelos de secretária Esprimo HD - num total de 19 modelos.



Segundo a Fujitsu, os kits estarão disponíveis para utilizadores com vários níveis de conhecimento, com as versões mais básicas a trazer já a motherboard aparafusada ao chassis e as ligações elétricas efetuadas. A empresa garante, por outro lado, um serviço de suporte para ajudar o utilizador nas tarefas; por exemplo, ajustar a frequência do processador, da memória e fazer a partição dos discos rígidos.



O programa de venda de computadores em Kit prevê a sua disponibilização em escolas de informática, agências de viagens e através de promoções junto de revistas de informática e outras instituições ligadas às novas tecnologias.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.