Os gigantes da indústria tecnológica continuam a abraçar as iniciativas relacionadas com o combate à pandemia do coronavírus, de forma a atenuar os efeitos do vírus na vida das pessoas e acelerar o regresso à normalidade, que parece não estar à vista. O Facebook, a Microsoft e o Twitter, assim como outras tecnológicas estão a contribuir com recursos para ajudar os produtores a criar soluções para lidar com o Covid-19, sob as orientações da Organização Mundial de Saúde.

Os interessados podem participar num hackathon online, através do website da Devpost, a anfitriã da iniciativa. Exemplos de tecnologia que podem ser explorados incluem soluções para suportar os agentes de saúde ou meios para proteger os cidadãos de populações mais vulneráveis. As empresas podem construir software nas diversas temáticas e desafios propostos. As iniciativas têm o apoio das plataformas e redes sociais como o TikTok, Slack, Pinterest, Giphy, e WeChat, assim como as referidas anteriormente, que estão a contribuir com ferramentas e recursos de trabalho. Há mesmo um grupo no Slack dedicado à iniciativa.

Relativamente aos temas em concreto, foram listados aqueles que se apresentam como um desafio-chave em áreas onde a inovação tecnológica pode fazer a diferença, ainda que os participantes sejam livres de contribuir por outros caminhos: “sintam-se livres de pensar fora da caixa também”, destaca a organização.

A Saúde é um dos temas importantes, que inclui comportamentos de higiene preventiva, sobretudo em países e populações em risco. Nesta área é possível inovar em condições dos trabalhadores que estão na frente de combate, assim como criar novas soluções de telemedicina, desenvolver estratégias de rastreio e contenção, diagnósticos e tratamentos.

Outro tema que pode ser explorado visa proteger as populações vulneráveis, tais como os idosos e aqueles que apresentam doenças que podem ser agravadas com o coronavírus, no acesso às suas compras e alimentação. Os negócios e as pessoas afetadas com a perda de emprego devem ser protegidos, através da criação de meios de teletrabalho e vendas online.

O isolamento social tem sido um fator importante de preocupação nesta pandemia, e por isso as empresas estão convidadas a criar novas formas de promoção da ligação de amigos, família ou mesmo vizinhos para combater o isolamento. Soluções de digitalização de serviços públicos locais são também bem-vindos. E o mesmo se aplica à educação, e à criação de métodos alternativos de aprendizagem, com a introdução de ferramentas para estudantes, professores e outros agentes.

E como estar fechado em casa pode ser desesperante para quem não está a trabalhar, os participantes também são incentivados em criar formas alternativas de entretenimento. Há muito talento confinado nas suas casas que pode ser explorado.

As empresas têm até ao dia 30 de março para submeter os seus projetos, que na mesma semana serão avaliados por um juri. Os projetos que se destacarem serão revelados no início de abril.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.