A Google está a preparar uma tecnologia que permite controlar dispositivos à distância, utilizando apenas pequenos gestos com as mãos. Chama-se Project Soli e utiliza um sistema de radar para absorver a informação gestual para um pequeno chip, ativando diferentes funcionalidades nos dispositivos.

A gigante tecnológica recebeu a aprovação da FCC (Federal Communication Commission) para continuar a desenvolver o sistema, e sobretudo a utilizar mais frequência para melhorar a sua performance. Até aqui, o protótipo trabalhava de forma limitada devido às restrições impostas no uso da frequência pelo regulador.

A Google encontra-se a trabalhar na tecnologia experimental desde 2015, consistindo na interação com os periféricos através de movimentos tais como esfregar o polegar e o indicador, simulando a forma de dar corda a um relógio, invés do toque direto.

O objetivo é colocar o pequeno radar de sensores nos próprios dispositivos, e através dos movimentos dos dedos aumentar o volume de uma coluna inteligente, por exemplo, ou desligar com um simples estalar dos dedos. Segundo é descrito, o sistema pode facilitar a utilização dos equipamentos por pessoas com deficiência ou problemas de voz. O sistema de radar consegue penetrar nos materiais têxteis, o que significa que é possível interagir com eles mesmo estando no bolso ou na mala, podendo ser aplicado tanto a smartphones, como diferentes wearables, computadores e até veículos.

Segundo a Reuters, a Google teve de chegar a um compromisso com o Facebook, com a empresa de Mark Zuckerberg a alegar que o aumento da potência dos sinais de radar poderia baralhar a tecnologia atual. A FCC refere que o sistema inovador de controlo de dispositivos serve o interesse público, dando assim a permissão necessária para aumentar a frequência e continuar a evoluir o desenvolvimento do Project Soli.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.