A empresa responsável pelo maior serviço de busca da Web está a intervir junto dos fabricantes para a criação de um standard de fornecimento eléctrico para computadores mais eficiente, que permita diminuir o consumo de energia. Uma estratégia que garante poderá levar a uma redução do consumo energético na ordem dos milhões de kilowatts por hora todos os anos.



De acordo com o New York Times, a Google apresenta hoje na inauguração do fórum Intel Developer em São Francisco a sua visão quanto à alimentação eléctrica dos PC, mostrando que o sistema de fornecimento energético multi-voltagem, introduzido pela IBM em 1981, já não é necessário uma vez que os computadores actuais podem ser alimentados por uma fonte standard de 12 volts.



Os esforços da Google são semelhantes aos que a indústria eléctrica tem feito junto dos fabricantes de PCs para que estes criem fontes de alimentação mais eficientes para os computadores pessoais.



Actualmente a eficiência dos sistemas de fornecimento eléctrico dos computadores varia entre os 90 e os 20 por cento. O objectivo do programa 80 Plus, criado para dinamizar os esforços de optimização energética, é fixar o nível de eficiência nos 80 por cento.



No documento a apresentar pela Google é mencionado que as oportunidades para poupar energia são muito elevadas e que os novos sistemas recomendados pela empresa, quando instalados em 100 milhões de PCs a trabalharem normalmente durante oito horas diárias, poderão atingir níveis de poupança na ordem dos 40 mil milhões de kilowatts por hora.

Notícias Relacionadas:

2003-02-24 - Intel desenvolve tecnologia EFI para substituir a BIOS dos PCs

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.