A HP chegou a acordo com duas empresas polacas e colocou uma terceira em tribunal pela violação de patentes na produção de cartuchos para impressoras. A marca norte-americana decidiu combater ferozmente o mercado dos tinteiros low-cost no país de leste.

"Temos que tomar procedimentos legais para defender as nossas tecnologias. O desenvolvimento e disponibilização no mercado de produtos inovadores é um dos núcleos de negócio da HP", referiu a empresa numa declaração pública.

O responsável da Black Point, empresa que agora é acusada pela HP de usurpação de propriedade intelectual, rejeita a ideia de violação de patentes e escreveu em comunicado na página oficial da empresa que não distribui ou possui produtos que estejam a infringir a lei tal como a HP alega.

Será interessante ver como reage o mercado polaco na área da impressão, tendo em conta que a disponibilização de tinteiros low cost em impressoras de marcas conceituadas é uma das razões que levam os utilizadores a adquirirem esses dispositivos.

Agora em alternativa podem ter que comprar outras impressoras, já que a nível financeiro os tinteiros da HP são considerados caros tendo em conta os preços atuais dos dispositivos de impressão.

O TeK já tinha dado conta que o mercado paralelo dos tinteiros e cartuchos são uma das maiores preocupações da HP atualmente. Além das empresas que fazem cartuchos de baixa qualidade que podem danificar as impressoras e das patentes violadas, a gigante norte-americana está preocupada com os cartéis de contrafação que já conseguem nalguns casos enganar as lojas de retalho.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.