A plataforma Mega, que visa a distribuição gratuita de manuais escolares a mais de 500 mil alunos nas escolas públicas do 1º ao 6º ano deverá estar ativa até ao final de outubro. No entanto, problemas informáticos estão a atrasar a entrega dos livros, já que em certas escolas não se conseguem validar os dados dos alunos na plataforma, como adianta o Jornal de Notícias.

As escolas do agrupamento Dr. Costa Matos, em Vila Nova de Gaia, são algumas das que estão a ter dificuldades em inserir os alunos no sistema. Já no agrupamento de ensino da Póvoa do Varzim livros trocados foram erradamente atribuídos aos alunos.

O problema parece constar numa incompatibilidade dos programas informáticos associados ao processo, com os diretores a confirmarem que certos alunos não estão listados na plataforma Mega, já outros apresentam números de contribuinte trocados.

Os problemas já terão sido reportados ao Ministério de Educação, adianta Filinto Lima, presidente da Associação Nacional de Diretores, referindo que a situação já terá levado a pedidos de ajuda ao Instituto de Gestão Financeira da Educação. Já Manuel Pereira, presidente da Associação Nacional de Dirigentes Escolares salienta que a plataforma Mega deveria ter sido disponibilizada muito mais cedo para prevenir problemas.

O Ministério da Educação defende-se, garantindo que “a quase totalidade” dos agrupamentos já conseguiu exportar os seus dados para a plataforma Mega e que foram atribuídos mais de um milhão de senhas aos encarregados de educação, justificando a compatibilidade das plataformas envolvidas em todo o processo.

O Ministério da Educação, em comunicado à TSF, refere que os problemas verificados no agrupamento da Póvoa do Varzim foram corrigidos no mesmo dia, com os respetivos vouchers anulados. Salienta ainda que no momento não existem registos de encarregados de educação com manuais errados e não existem mais incompatibilidades entre programas. O porta-voz do ministério ressalva ainda que todos os envolvidos no programa Mega, tais como os fornecedores de software de gestão das escolas estão disponíveis para colaborarem na resolução dos problemas reportados.

Através do site www.manuaisescolares.pt, os encarregados de educação podem aceder à plataforma que lhes atribui um voucher que podem descarregar numa aplicação móvel ou então imprimir e entregar numa das livrarias aderentes.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.