A Intel revelou mais detalhes acerca da produção do computadores de baixo custo que está a desenvolver para os mercados emergentes. Desta forma, depois do governo brasileiro exigir a inclusão de um sistema operativo de código aberto, sabe-se que a as máquinas irão incluir o software open source Linux, distribuído pela Mandriva Conectiva e que, a distribuição das máquinas, tem início previsto para o primeiro trimestre deste ano.



Fabricado em solo brasileiro, Classmate PC está preparado para suportar cerca de 70 idiomas diferentes e é equipado com processador Celeron-M de 900 megahertz, 256 MB de memória, mais um ou dois GB de memória flash e duas portas USB.



O notebook tem ecrã LCD de sete polegadas, rede sem fios teclado à prova de água. O valor do equipamento situa-se nos 400 dólares, tal como a empresa havia anunciado em Dezembro.



Até ao final de Março deste ano serão cedidos 800 computadores para testes em escolas públicas seleccionadas pelo governo brasileiro. No segundo semestre será dado o início à distribuição comercial dos equipamentos nos estabelecimentos de ensino do mesmo país, diz a Mandriva num comunicado citado pela Reuters.



O Classmate PC deverá ser igualmente distribuído noutros países mais carenciados, tais como a Índia e México ao longo deste ano.


A iniciativa da Intel concorre directamente com o projecto desenvolvido pela equipa de Nicholas Negroponte, o One Laptop per Child, que tem como objectivo a comercialização de milhões de PCs de baixo custo, a 100 dólares, nos países em desenvolvimento.

Notícias Relacionadas:

2006-12-06 - Brasil acolhe produção de PCs de baixo custo da Intel

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.