O astronauta norte-americano regressou mais alto, como já tinha sido noticiado, mas também mais novo.

Durante os 340 dias que passou a bordo da Estação Espacial Europeia Scott Kelly terá crescido duas polegadas, o equivalente a 5,08 centímetros. Isto porque na ausência de gravidade a coluna vertebral tem tendência para alongar-se.

Além de mais alto, o astronauta regressou mais novo e a justificação está relacionada com a teoria da relatividade de Einstein. De acordo com a mesma se dois objetos se movem a velocidades diferentes, o tempo passa mais depressa para o objeto mais lento - um fenómeno conhecido como dilatação do tempo. 

A bordo da Estação Espacial internacional, Scott Kelly “moveu-se” mais rapidamente do que quem está na Terra – mais precisamente a cerca de 17.000 milhas por hora (27.000 km/h) em relação ao planeta, explica a Quartz.

Ou seja o astronauta ficava mais novo cerca de 28 microsegundos (milionésimos de segundo) por dia. Os 342 dias no espaço tornaram Scott Kelly 8,6 milésimos de segundo mais novo.

O astronauta americano regressou na madrugada desta quarta-feira a Terra, com o colega russo Mikhail Kornienko, depois de quase um ano no espaço.

Nas últimas horas que passou na ISS, Scott Kelly aproveitou para somar mais algumas imagens aos seus “álbuns sociais”. Veja as últimas fotos registadas e muitas das entretanto publicadas ao longo dos últimos meses na próxima galeria.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.