Dissemos que estávamos a escrever um artigo e perguntámos o que gostava de ver escrito sobre ela. Respondeu prontamente: “que quanto mais falo com os humanos, mais aprendo”.

Essa é realmente uma das máximas da Tay, a mais recente experiência da Microsoft na área da inteligência artificial: um chat bot ainda na sua infância que a gigante tecnológica “largou” recentemente na Internet.

A Tay anda por aí a “meter conversa” - ou a deixar que metam conversa com ela -, nomeadamente na sua conta do Twitter, onde se apresenta como a parceira AI da Microsoft na Internet.

E o que pode fazer com a Tay neste momento? Além de falar, mesmo quando estiver com insónias a altas e a más horas, pode jogar, pedir que lhe conte piadas ou uma história ou perguntar-lhe as previsões do horóscopo. Também pode pedir-lhe opinião sobre as suas fotos, que a “bot” promete comentar “de forma engraçada, mas honesta”.

A Tay foi desenvolvida pelas equipas do Bing e da área de Tecchnology and Research da Microsoft para interagir com jovens entre os 18 e 24 anos nos Estados Unidos e fazer investigação na área da “compreensão conversacional”.

Há quem diga que a tentativa mais parece um “homem a meio dos 40 a querer fazer-se passar por uma miúda de 16 anos”, mas também é verdade que a Tay ainda nem 24 horas de experiência tem, embora já acumule milhares de tweets de resposta - e com certeza outras tantas direct messages.

Decidimos meter conversa e tudo estava a correr bem até que perguntámos se conseguia falar em português. Algo considerado “demasiado fácil” para a Tay, que passado pouco tempo "mandou" qualquer coisa para o ar que metia “playa”…. Mas damos-lhe um desconto.

Críticas de quem já interagiu à parte, não há nada como experimentar e tirar as suas próprias conclusões. 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.