São cada vez mais os hackers que desenvolvem vírus com o objectivo de obter receitas financeiras. O relatório semi-anual da Symantec Internet Security, divulgado ontem, mostra que durante a primeira metade do ano o número de vírus que atingiu os utilizadores do sistema operativo Windows da Microsoft aumentou 48 por cento, comparativamente com os seis meses antecedentes.

O recurso a inovadoras técnicas de desenvolvimento de códigos maliciosos fez com que no top dos 50 vírus mais activos durante o período analisado, um terço pertença à exposição de informação confidencial, a worms e a cavalos de Tróia, aumentando mais de 54 por cento nos últimos seis meses de 2004.

De acordo com a Symantec, os programas trojan servem para fazer downloads e instalar adware com o objectivo de passar publicidade no browser de um utilizador e as denominadas redes robot, ou bot, criadas quando um hacker obtém controlo ilegal de um vasto número de computadores, estão disponíveis para venda ou aluguer no sub mundo da Internet.

"Da mesma forma que as recompensas financeiras aumentaram, os atacantes estão a desenvolver mais códigos maliciosos para atentar contra a capacidade dos antivírus, firewalls e outros sistemas de segurança", diz o relatório, citado pela Reuters.

Hoje são muitas as pessoas que tentam ganhar controlo sobre uma rede de PCs para lançar ataques. O número de mensagens phishing, que se propagam através do envio de um email aparentemente de uma fonte segura mas que na verdade contém um link para um site infectado, aumentou de 2,99 milhões para 5,70 milhões diárias.

"Os atacantes estão a tomar partido dos nossos activos e da nossa informação confidencial", disse Vincent Weaver, perito da Symantec.

Notícias Relacionadas:

2005-09-19 - Sistema unificado de medição de risco visa ajudar empresas a melhorar políticas de segurança

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.