Dois rapazes acusados da autoria de vários ataques informáticos deram-se hoje como culpados durante uma audiência judicial num tribunal britânico.



Ryan Cleary e Davis Jake, de 20 e 19 anos respetivamente, confessaram o envolvimento nos ataques atribuídos ao Lulzsec e admitiram à justiça britânica que integram o grupo hacktivista, que reivindicou a autoria de diversos ataques informáticos no ano passado.



A Sony, a Nintendo, a Newscom ou a 20th Century Fox estão na lista de empresas atacadas nos últimos meses e cujos ataques são atribuídos ao Lulzsec. Acontece o mesmo com a agência britânica de combate ao crime organizado, a CIA e uma agência da força aérea norte-americana.



Os suspeitos admitiram agora ter participado em ações endereçando um conjunto de alvos britânicos, em campanhas que colocaram em ação vários grupos incluindo, para além do Lulzsec, o Anonymous ou o Internet Feds, relata o The Register. Ryan Cleary confessou ainda o envolvimento em ataques contra o Pentágono.



Nos Estados Unidos jovem enfrenta acusações semelhantes. A acusação do FBI coloca-o no centro dos ataques à Fox Entertainment, ou à Sony Pictures Entertainment, de onde terá ajudado a retirar informação confidencial sobre clientes. se for considerado culpado de todas as acusações pode enfrentar uma pena de 25 anos.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico




Cristina A. Ferreira




Nota da Redação: Foi corrigida uma repetição no texto.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.