A Microsoft acedeu ao pedido da Comissão Europeia e vai alterar o nome à versão do Windows XP sem Media Player, depois de ver chumbada a primeira proposta apresentada à Direcção Geral da Concorrência europeia.



A criação de uma versão reduzida do Windows XP foi uma das decisões da CE no mega processo antitrust contra a Microsoft e que tem como objectivo eliminar a vantagem competitiva da empresa americana, face aos seus concorrentes que viam reduzidas as suas hipóteses de venda com o Media Player incluído no sistema operativo por defeito.



A par com a decisão a CE pediu a alteração do nome do produto, considerando que a medida era essencial para informar correctamente os consumidores europeus das diferenças entre os dois produtos: XP e XP sem Media Player.



Em Dezembro a Microsoft deu a conhecer a sua proposta de alteração, segundo a qual o XP sem Media Player passaria a chamar-se Windows XP Reduced Media Edition. A questão não ficou resolvida já que as autoridades da concorrência europeias consideraram o novo nome pouco apelativo.



A empresa americana anunciou agora que aceita o argumento da CE e que irá escolher um outro nome, justificando a escolha da primeira designação e dizendo que no seu entender aquela proposta ia ao encontro do compromisso assumido com a CE, respeitando a decisão tomada, cita a PC World. Um porta-voz da Microsoft disse ainda que o novo nome está a ser definido em cooperação com a CE.



Notícias Relacionadas:

2005-01-25 - Microsoft abdica de apelo da decisão judicial quanto a aplicação imediata de sanções

2004-12-20 - Tribunal europeu decide esta semana sobre aplicação ou suspensão de sanções à Microsoft

2004-03-24 - Comissão Europeia multa Microsoft em 497 milhões de euros

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.