A Microsoft admite a possibilidade de atrasar o lançamento do Vista na Europa, para dar cumprimento às exigências da Comissão Europeia relativamente à nova versão do sistema operativo.



A novidade surge em comunicado e já foi contestada pela Comissão Europeia afirmando que se existirem atrasos no lançamento europeu do software a única responsável será a própria Microsoft.



Isto porque as preocupações do órgão executivo da UE relativamente ao Vista vêm sendo transmitidas à empresa ao longo do último ano, alega um comunicado de resposta.



Essas preocupações têm sido transmitidas à empresa nos encontros que esta vem mantendo com a CE e por carta enviada no passado mês de Março.



O mesmo documento acrescenta que é da total responsabilidade da empresa garantir que a nova versão do seu sistema operativo cumpre todas as normas da concorrência europeias.



"É enganoso dizer que a Comissão poderia ser a causadora de atrasos no lançamento do Vista na Europa", sublinha o comunicado.



No seu comunicado, a Microsoft justifica que nas conversas já mantidas com a CE foram levantadas dúvidas relativamente às características do novo Vista e acrescenta: "quando recebermos as respostas da Comissão saberemos se esta decide novas alterações no desenho do produto que possam traduzir-se em atrasos na Europa".



As preocupações europeias centram-se sobretudo nas funcionalidades de pesquisa na Internet, nos programas para criar documentos (alternativos ao formato PDF) e na informação técnica disponibilizada às empresas que pretendam criar aplicações compatíveis com o sistema operativo.



Notícias Relacionadas:

2006-09-05 - RC1 do Windows Vista com acesso alargado a um leque mais vasto de utilizadores


2006-08-25 - Nova beta aproxima Internet Explorer da versão final

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.