A Microsoft, o INESC-ID e o Grupo Português de Computação Gráfica assinaram um conjunto de protocolos de colaboração que têm em vista a difusão da computação gráfica em Portugal. As entidades assinaram ainda um contrato na área da I&D que pretende acelerar a investigação na área da comunicação natural em língua portuguesa pessoa/computador.



Os compromissos assumidos no âmbito dos protocolos vão desenvolver-se no Centro Microsoft para o Desenvolvimento da Linguagem e vêm materializar uma das medidas previstas no Memorando de Entendimento de suporte ao Plano Tecnológico Nacional, explica um comunicado.



A medida número três deste memorando já preconizava a difusão da fala e língua natural portuguesa, prevendo o desenvolvimento pela Microsoft de um programa efectivo de Investigação e Desenvolvimento dedicado ao tratamento computacional da língua portuguesa.



Os acordos agora assinados envolvem o Laboratório de Sistemas de Língua Falada (L2F) e o Grupo de Interfaces Multimodais Inteligentes (IMI) do INESC-ID, prevendo-se que o primeiro grupo transfira conhecimentos na área da "aquisição e processamento de corpora de fala, um componente fundamental para o desenvolvimento de tecnologias de reconhecimento de fala aplicáveis a nichos de mercado específicos, ou a produtos como o Exchange 12/Unified Messaging", explica o comunicado. As duas entidades vão colaborar na "definição de metodologias padrão e processos apropriados para a definição de um serviço de recolha de corpora de fala telefónica".



Com o segundo grupo a Microsoft vai colaborar em iniciativas e acções de investigação, desenvolvimento e demonstração de interfaces multimodais naturais, "combinando o reconhecimento da fala (em português), os gestos, o seguimento da pose corporal, a detecção de movimento, o rastreio de informação biométrica", explica o mesmo comunicado. Está prevista a colaboração em projectos de I&D utilizando interfaces multimodais naturais (incluído a fala) para pessoas com necessidades especiais em ambientes de computação móvel.



O acordo assinado com o Grupo Português de Computação Gráfica prevê a dinamização da indústria de jogos por computador, das tecnologias de ensino à distância e da adopção pela indústria de tecnologias de interacção natural pessoa/máquina.


Notícias Relacionadas:

2006-04-19 - Microsoft reforça memorandos de cooperação com o Governo português

2006-01-31 - Plano de literacia digital da Microsoft para a UE forma um milhão de portugueses em TI

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.