A linha de computadores Surface da Microsoft tem assumido um peso cada vez mais importante no mix de produtos da empresa que há poucos anos "arriscou" no mundo de hardware, entrando em concorrência com as fabricantes de quem foi apenas parceira de software durante muitos anos. E por isso faz todo o sentido que a empresa de Redmond continue a reforçar a gama, onde há há portáteis híbridos, laptops e desktops para criativos.

Hoje, em Nova Iorque, a empresa está a anunciar novos equipamentos, com o Laptop 3 e o Surface Pro 7 a assumirem destaque numa lógica de integração cada vez mais estreita com os smartphones e as plataformas de software da Microsoft. E não faltam também auriculares wireless, os Surface EarBuds.

O novo Surface Laptop 3 tem agora uma versão de 13 e de 15 polegadas e novos materiais, num portátil que já pode ser encomendado  por 999 dólares ou 1.199 dólares.

Segundo a Microsoft, este é o laptop com o maior nível de satisfação no mundo e "está cada vez melhor", como explica Panos Panay, responsável pela divisão de hardware da Microsoft.  O Surface Laftop 3 integra um teclado "silencioso", pelo que os utilizadores não vão ouvir qualquer ruído. E o touchpad do dispositivo está 20% maior com o objetivo de aumentar a produtividade dos utilizadores.

O fator de reparação é também uma das preocupações e por isso é agora possível que a componente onde se encontra o teclado seja "separada" do resto, não sendo preciso danificar qualquer elemento para que a parte interior do computador seja reparada.

O Surface Laptop 3 conta com um processador Intel duas vezes mais rápido que a versão anterior e, no que diz respeito à placa gráfica, o Surface Laptop 3 conta com uma AMD Ryzen. A bateria também foi melhorada já que a tecnológica de Redmond diz que o Surface Laptop 3 é capaz de carregar 80% da bateria em apenas uma hora, trazendo agora ligação USB-C.

No Surface Pro 7 há também uma continuidade de design aliada a melhorias na performance. O novo tablet/portátil híbrido vai estar a venda com preços a partir de 799 euros e já pode ser encomendado na loja da Microsoft.

Também há um X para a linha Surface. E ainda o futuro com o Surface Neo e Surface Duo

A principal surpresa, que já tinha sido antecipada, é o Surface X, com processador ARM e um Snapdragon SQ1 desenvolvido com a Qualcomm. O ecrã é o maior destaque e, apesar das 13 polegadas, a redução de molduras permite que o formato se ajuste a 12 polegadas de dimensão. Com 5,6 mm de espessura e um peso de cerca de 760 gramas o Surface X é o mais fino e leve da gama.

A experiência de utilização, cada vez mais semelhante a um smartphone, com sistema operativo Windows sempre ligado, foi destacada durante a apresentação, com alguns toques de inteligência artificial que permitem comunicar melhor, ligar mais facilmente as aplicações, usar a caneta para desenhar e até para as aplicações tradicionais.

O Surface X vai estar à venda em novembro com um preço a partir de 999 dólares mas já pode ser encomendado em alguns mercados selecionados.

"Esta é a maior e mais abrangente linha de produtos até agora", afirmou o responsável da Microsoft, que ainda tinha mais trunfos a tirar da manga: um novo produto que a empresa acredita ser o futuro, "com inovação que só a Microsoft pode trazer", o Surface Neo. E Panos Panay não ficou por aqui, mostrando ainda o Surface Duo, uma "espécie" de smartphone dobrável.

Nota da Redação: A notícia foi atualizada durante a conferência com mais informação e fotografias. Última atualização 17h09.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.