Antecipando-se à conferência de segurança RSA, a Microsoft apresentou novas ferramentas para fortificar a sua plataforma de inteligência artificial Azure. Ann Johnson, vice-presidente para Soluções de Cibersegurança da Microsoft, revelou dois novos serviços: Azure Sentinel e o programa Microsoft Threat Experts.

O Azure Sentinel introduz inteligência artificial à cibersegurança, e consiste em automatizar cerca de 80% das operações comuns de segurança (SecOps). Este serviço integra ainda fornecedores de ferramentas de segurança, incluindo a Check Point, Cisco, Palo alto, Symantec, Fortinet, entre outras. A vantagem desta solução é manter o suporte a estruturas abertas, permitindo que as empresas importem os seus próprios modelos de machine learning que já foram treinados para ambientes específicos.

Um dos pontos principais desta nova tecnologia é a velocidade da capacidade de deteção e proteção das infraestruturas de “horas para segundos”, refere a especialista de segurança, como adianta o Mashable.

Relativamente ao programa Microsoft Threat Experts, a aplicação Windows Defender para o Windows 10 Enterprise recebe uma funcionalidade que permite aos responsáveis de segurança das empresas pressionarem o botão “Ask a Threat Expert”, para rapidamente abrir um canal com a equipa da Microsoft para monitorizar e analisar os perigos, responder a incidentes ou compreender todo o contexto de um ataque ou fuga de dados.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.