A Microsoft quer massificar a utilização da computação quântica. A empresa tem feito vários investimentos nesse sentido e acredita que a tecnologia tem potencial para resolver os problemas complexos que inibem o desenvolvimento de sectores como o económico e o ambiental. E é exatamente neste último domínio que a empresa se propõe a inovar com uma nova proposta.

No novo kit de desenvolvimento quântico da Microsoft, a gigante norte-americana incluiu uma biblioteca de química que vai permitir a cientistas e investigadores da área simular interações moleculares e explorar novos algortimos quânticos que possam fazer a diferença no mundo real.

Europa investe em computação quântica para alavancar indústria
Europa investe em computação quântica para alavancar indústria
Ver artigo

Tendo em conta as valências desta tecnologia, que permite contrapor e testar milhares de milhões de hipóteses científicas em tempo útil, sem que o processo obrigue à concretização real de uma experiência, é fácil de entender como pode a computação quântica influenciar o ritmo com que se desenvolverá novo conhecimento nesta área.

Num post feito no seu blog oficial, a empresa dá exemplos concretos. "O centenário processo Haber-Bosch, que é essencial à criação de fertilizantes artificiais, pode ser melhorado utilizando métodos computacionais otimizados pelas capacidades da computação quântica. Isto pode melhorar o processo catalítico necessário à criação de amónia a partir de nitrogénio gasoso, uma técnica que atualmente exige altas temperaturas, altas pressões, e catalisadores cuidadosamente selecionados. O processo é tão exigente a nível de calor e pressão, que consome mais de 2% das fontes naturais de energia que temos disponíveis mundialmente. Ao utilizarem algoritmos quânticos [...] os cientistas podem estudar o processo de fixação do nitrogénio de forma a desenvolver uma técnica que requeira menos pressão e menos calor". Em suma, trata-se de um atalho tecnológico, que pode ajudar a acelerar um sector inteiro de forma abrupta.

A Microsoft disponibilizou vários documentos acerca do kit na internet e todos os ficheiros podem ser consultados através deste link. Os menos aptos para a sua utilização também podem treinar princípios básicos de química quântica para depois se poderem aventurar no kit.

Para muitos cientistas, investigadores e curiosos, a Microsoft acredita que esta será a primeira porta de entrada no mundo da tecnologia quântica e, consequentemente, o início de uma era de novas soluções para problemas complexos que limitam o nosso quotidiano enquanto sociedade.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.