A Microsoft Portugal vai avançar com uma segunda edição da campanha "Obtenha os Factos", que procura rebater os argumentos mais utilizados pelas empresas open source contra o software proprietário da empresa americana.



A segunda edição da campanha tem objectivos idênticos à versão lançada no ano passado e pretende passar três mensagens principais que se relacionam com o Custo Total de Aquisição (TCO), segurança e integração, estabelecendo comparações.



Seguindo a receita utilizada na primeira campanha, esta segunda iniciativa vai colocar à disposição dos utilizadores estudos que comparam várias plataformas nestas três vertentes, juntando ainda testemunhos de clientes que migraram de plataformas Linux para Microsoft. Aceitaram o desafio a SIC, a ANTRAM e o Instituto Serviço Social.



A campanha arranca na próxima semana, dirigida a gestores TI e directores informáticos e terá divulgação em meios da especialidade e no site local da empresa, embora a reedição da iniciativa avance globalmente.



Marcos Santos, responsável pela área de segurança da Microsoft, adiantou ainda que, na primeira edição da campanha local, a área do site com detalhes da iniciativa recebeu 14.230 visitas e foram efectuados 7 mil downloads dos estudos comparativos colocados à disposição.



Sem adiantar muitos pormenores, o responsável disse ainda que estudos internos realizados pela empresa comprovam a eficácia da campanha junto da faixa profissional a quem se dirige.



As análises usadas na campanha apontam para o facto da Microsoft ser a mais rápida a reparar bugs detectados, face a outras plataformas open source. No que respeita à segurança, os estudos dizem que as vulnerabilidades detectadas nas plataformas Microsoft são globalmente menos graves que as detectadas na concorrência e que a Microsoft é a única das empresas analisada com capacidade para responder e reparar todas as falhas detectadas (dados da Forrester).



Notícias Relacionadas:

2004-02-11 - Campanha publicitária da Microsoft rebate argumentos do Linux

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.