A Microsoft já entregou à Comissão Europeia a sua resposta relativa à investigação em curso sobre a possibilidade da integração do Internet Explorer no Windows afectar a concorrência.

O inquérito foi despoletado por uma queixa da norueguesa Opera que acusa a Microsoft de utilizar o seu domínio nos sistemas operativos para impor a utilização do browser Internet Explorer aos utilizadores.

A carta de objecções foi enviada em Janeiro depois de um inquérito preliminar ter encontrado evidências de procedimentos anti concorrenciais.

O primeiro prazo definido para resposta era de 12 de Março mas a Comissão Europeia permitiu duas extensões, a primeiroa até 21 de Abril e a segunda até ontem, 28 de Abril.

Não há ainda informação sobre o teor da resposta mas ainda no mês passado a Microsoft tinha garantido que no Windows 7 O Internet Explorer será opcional.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.