Os utilizadores do web browser open source Mozilla que encontrem e comuniquem vulnerabilidades graves no software podem ser recompensados através de um programa lançado recentemente pela organização, que prevê uma recompensa de 500 dólares.



Os bugs reportados ao Mozilla Security Bug Bounty Program serão analisados pela Fundação Mozilla que irá avaliar a sua gravidade e decidir se de facto se tratam de vulnerabilidades críticas. A iniciativa conta com o apoio de vários membros da iniciativa Mozilla onde se incluem nomes como a Linspire, que irão financiar os prémios atribuídos aos caçadores de bugs.



Os interessados em participar na iniciativa podem enviar os contributos para um endereço específico, criado pela Fundação que gere vários projectos open source. No endereço em questão é também possível obter mais informação sobre o programa e outras iniciativas open source.



Segundo a Fundação a ideia do programa é fazer aumentar a consciência da comunidade de utilizadores para as questões relativas à segurança. O prémio é menos apelativo que outros do género - a empresa de segurança iDefense ou a Microsoft têm programas semelhantes com recompensas variáveis e mais elevados - mas o seu principal objectivo é assumir um carácter simbólico.



Mitchell Baker, presidente da Fundação considera que os acontecimentos mais recentes em termos de vírus demonstram a necessidade de levar a cabo iniciativas deste tipo e promover estratégias que tornem mais eficaz a resolução de questões relacionadas com a segurança, reduzindo o seu impacto junto do utilizador, refere um comunicado.



Notícias Relacionadas:

2003-11-05 - Microsoft cria fundo para combater criação de vírus e worms e recompensa delatores

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.