Foi criado para durar 90 dias, mas afinal conseguiu comemorar 15 anos de existência e é pela vontade de que o rover Opportunity continue a rodar por Marte por mais uns anos que os engenheiros do Jet Propulsion Laboratory, da NASA, fazem uma última tentativa de “recuperação”.

A equipa começou a transmitir um novo conjunto de comandos com a esperança de que o explorador marciano acorde do estado de “coma” em que se encontra desde há uns meses e comunique com a Terra.

Não há notícias do Opportunity desde 10 de junho, altura em que a região onde o rover movido a luz solar se encontrava foi atingida por uma forte tempestade de areia. Desde então que são feitas tentativas de contacto, mas sem sucesso.

NASA encontrou rover Opportunity enterrado no pó em Marte
NASA encontrou rover Opportunity enterrado no pó em Marte
Ver artigo

"Ao longo dos últimos sete meses tentámos contactar o Opportunity mais de 600 vezes", refere John Callas, gestor de projeto no JPL. "Uma vez que ainda não obtivemos resposta e a probabilidade de isso acontecer diminuir a cada dia, vamos continuar a tentar qualquer solução lógica possível que possa voltar a pôr-nos em contacto".

Os novos esforços já começaram e vão prolongar-se durante as próximas semanas, pegando em circunstâncias menos prováveis de terem ocorrido, mas que poderão estar a impedir o veículo de exploração de transmitir para Terra.

Abrangem três cenários possíveis: que a principal banda rádio X usada para comunicar com a Terra tenha falhado; que as secundárias tenham falhado; ou que o relógio interno do rover, responsável por fornecer o alinhamento temporal ao “cérebro” do Opportunity, esteja desprogramado.

Os remédios incluem um comando para o rover ligar a banda de rádio X de backup e comandos direcionados para fazer o reset do relógio e responder via UHF. Resta esperar para ver.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.