No dia 10 de junho o rover Opportunity foi apanhado por uma tempestade de areia em Marte e por ter pouca bateria para “fugir” do seu epicentro acabou por sucumbir ao pó, impedindo-o de recarregar através de energia solar. O veículo entrou assim em modo hibernação e a NASA perdeu-lhe o contacto. Na altura, a agência espacial norte-americana temia o risco de o robot ficar sem energia para enfrentar o frio intenso e voltar ao ativo depois do céu clarear.

Praticamente 107 dias depois, a NASA recuperou o contacto visual com o rover, tendo sido capturada uma fotografia de alta resolução. A agência espacial deixou uma mensagem de “apoio” ao corajoso robot, torcendo para que acorde da sua hibernação quando as condições atmosféricas o permitirem.

Não é a primeira vez que o Opportunity sucumbe às condições extremas do planeta vermelho. A explorar Marte desde 2004, ultrapassou há muito tempo o objetivo inicial de sobrevivência. Em 2007 foi apanhado por uma tempestade que o deixou a trabalhar durante duas semanas em estado mínimo. Durante dias não houve contacto com o veículo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.