A lisboeta NextBITT é especialista em serviços baseados em gestão de ativos, que incluem Assets Management e Facilities Management. A empresa pretende continuar a adicionar ao seu portfolio de soluções avançadas as novidades tecnológicas que surgem no mercado, e nesse sentido não perdeu tempo a anunciar o suporte ao novo HoloLens 2, que foi revelado no fim-de-semana passado pela Microsoft, na conferência que antecedeu o Mobile World Congress.

A tecnológica portuguesa afirma que os novos óculos de realidade mista da Microsoft foram criados especificamente para suprir as necessidades das empresas e aplicações baseadas na área da manutenção e gestão de ativos, segmento que a NextBITT é especialista, e procurado introduzir no mercado soluções inovadoras.

Segundo referiu Pedro Morais, CTO da NextBITT ao SAPO TEK, o HoloLens 2 “teve melhorias de layout que permite uma utilização mais facilitada, refiro-me ao campo de visão que foi aumentado, ao seu tamanho e distribuição de peso”. Destaca ainda a forma como o periférico foi preparado para o mercado empresarial, sobretudo na área onde opera, adicionando funcionalidades mais integradas com o cloud Azure da Microsoft, que sempre foi a base das soluções da NextBITT.

A empresa elogia também a flexibilidade do sistema Remote Assist, permitindo encaixar a sua tecnologia e tirar partido dos smartphones com ligação à internet, leitura de etiquetas NFC e códigos QR na próxima atualização do seu software.

Em termos práticos, a integração do HoloLens 2 na plataforma da empresa lisboeta vai permitir uma maior colaboração entre os técnicos de forma remota, utilizando uma chamada de vídeo, adicionando anotações ou partilha de manuais técnicos do equipamento entre si. A tecnológica sublinha a redução de custos nas operações e uma otimização das equipas.

tek hololens nextbitt
créditos: EDUARDO GRILO
“Capacitarmos as equipas para poderem colaborar remotamente, como se estivessem no local, com outras equipas, por exemplo para manutenção remota”, salienta Pedro Morais.

Questionado sobre como vê o futuro e a evolução da implementação da realidade aumentada e realidade virtual nas empresas, o CTO da NextBITT destaca que “nos processos de facilities management, a inclusão de informações digitais no ambiente real, através de realidades mistas, vai claramente ajudar os funcionários e técnicos a implementarem os procedimentos de manutenção com mais rigor e redução de erros”. Ficou ainda prometido o acompanhamento de perto da evolução da tecnologia BIM (Building Information Modelling) já existente, e disponibilizá-la nas suas soluções.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.