A Nintendo anunciou que pretende expandir a sua quota de mercado de jogos de vídeo e que vai focar-se no fabrico de melhores jogos, iniciando uma nova abordagem enquanto empresa de entretenimento para competir com as suas rivais de mercado.

A PlayStation 2 da Sony tem liderado as vendas com trinta milhões de consolas vendidas a nível mundial enquanto que a Nintendo comercializou cerca de quatro milhões e a Microsoft espera conseguir vender entre três milhões e meio a quatro milhões de XBox até o final de Junho. Os três fabricantes reduziram recentemente os preços das suas consolas.

Satoru Iwata, programador de software para jogos na Nintendo, explica que o objectivo da empresa é fabricar grandes jogos para que pessoas que já possuem outras consolas comprem também a GameCube. Iwata não entrou em pormenores sobre a futura estratégia da Nintendo deixando somente no ar que os jogos online não vão ser alvo de grande atenção por parte da empresa devido a algumas limitações.

A empresa está também a pensar em explorar mais jogos para o Game Boy Advance com ligações à GameCube e vai também trabalhar a sua linha de jogos exclusivos como Mario e Zelda. Para Hiroshi Yamauchi, antecessor de Iwata, "o elemento surpresa É crítico. Proporcionar o factor surpresa tem vindo a tornar-se cada vez mais difícil e os programadores estão a ficar sem ideias".

Iwata refere ainda que está determinado a vender cinquenta milhões de GameCube até Março de 2005 mas demonstra algum receio nesta guerra de três vias afirmando que "se as coisas continuarem assim poderemos estar a dirigir-nos para o declínio de toda a indústria de jogos. O esforço para produzir máquinas com melhor tecnologia atingiu o seu limite".

Notícias Relacionadas:
2002-02-11 - Venda de consolas e jogos registam valores recorde em 2001 nos EUA

2001-11-23 - Nintendo vai entregar mais 200 mil consolas GameCube nos Estados Unidos

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.