Sem grande alarido, a Nintendo vai revitalizar a sua consola híbrida Switch com um modelo equipado com uma bateria mais potente que a versão original, lançada há três anos. Não se trata de um novo modelo, mas sim a mesma consola atualizada que os futuros compradores irão já ter acesso, sendo assim confirmado os rumores da semana passada.

Na página japonesa da Nintendo, há uma tabela de comparação entre as funcionalidades da recém-anunciada Switch Lite, destinada apenas à experiência portátil, com o modelo atual, que a fabricante batizou agora de Matriz. E dentro desta versão, a Nintendo tem uma comparação especial da bateria, entre o novo modelo e o atual. Neste caso, dependendo dos jogos, a consola atual poderá ter uma autonomia de 2:30 a 6:30 horas de utilização. Ao passo que o futuro modelo prevê uma duração de bateria entre as 4:30 e 9 horas.

Para melhor compreender o tempo de vida da bateria, a Nintendo dá o exemplo de que na consola lançada há três anos poderá jogar The Legend of Zelda: Breath of the Wild por cerca de três horas até voltar a ligá-la à corrente. Já a nova versão poderá divertir-se com o jogo até 5:30. É sem dúvida uma atualização muito importante, que poderá inclusivamente levar os utilizadores a substituir a sua consola.

De notar que o documento apresentado na FCC dava conta de uma atualização de processador e espaço na memória, mas para já, apenas a autonomia parece ter sido alterada. A consola terá o mesmo preço que a versão original e entrará nas lojas em agosto no Japão, e nos meses seguintes nos restantes territórios.

A Nintendo anunciou ainda dois novos padrões de cores para os Joy-Con: azul/amarelo-néon e laranja-néon/lilás-néon, com previsão de lançamento em outubro.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.