A Novell está a desenhar um sistema operativo Linux baseado no software da SuSE Linux e da Ximian, suas participadas e especialistas em plataformas open source para desktop e servidor. O objectivo da empresa é criar um produto que tire partido da integração dos dois mundos, optimizando a relação cliente/servidor, tal como a Microsoft tem feito nos últimos anos para ganhar quota nas duas áreas.



Em declarações citadas pela C|Net, Chris Stone, vice-presidente da Novell, admite que a estratégia encetada pela Microsoft nos anos 90 lhe deu grande vantagem competitiva ao ligar aplicações que correm no servidor com aplicações que correm no desktop, através de tecnologia instalada no desktop que facilita essa comunicação e melhora a performance de operações de armazenamento e o desempenho de funções de computação.



Chris Stone quer que o sistema operativo para desktop da Novell se afirme como uma alternativa ao Windows, avançou ao site, acrescentando que a sua expectativa é de que o número de utilizadores desktop do Linux cresça significativamente nos próximos 12 meses.



As bases de trabalho da Novell são o sistema operativo Linux da SuSE que adquiriu por 210 milhões de dólares em Novembro e da Ximian, especialista em software de redes e para servidores adquirida em Agosto do ano passado.



Além da concorrência à Microsoft, está nos planos da Novell destronar o principal vendedor de software desktop Linux. A Red Hat, com forte presença no mercado de grandes empresas, ocupa a liderança do ranking, posição que a Novell acredita poder alcançar por considerar que a sua suite conta com "uma melhor protecção contra ataques, melhor tecnologia e maior capacidade de suporte técnico".



Ao longo dos últimos anos a Novell tem tido um percurso complicado com algumas apostas de pouco sucesso pelo meio. A especialização no negócio de aplicações para servidores foi ensombrado pela Microsoft que ao tornar mais fácil a ligação entre aplicações desktop e servidor, roubou uma importante fatia do mercado aos seus concorrentes.



Por outro lado, a Novell enfrenta também algumas questões relativamente às plataformas open source, sendo uma das empresas envolvidas no complicado processo de direitos de autor do sistema operativo Unix, do qual já foi proprietária antes da venda à SCO.



O anúncio do vice-presidente é por isso encarado como um regresso da Novell às várias frentes onde já ocupou posição relevante mas se viu obrigada a redesenhar estratégias.



Os planos da empresa não implicam uma diminuição da aposta no mercado dos servidores, explicou um porta-voz da Novell, que espera ver as receitas da empresa nesta área a crescer nos próximos anos.



Da mesma forma, a plataforma de serviços para a Internet NetWare mantém-se estratégica para a empresa, que planeia o lançamento da versão 7 para o final deste ano, antecipando a data de lançamento inicialmente prevista em quase um ano. Esta versão será incorporada num produto que também inclui componentes de software de rede num pacote que se irá chamar Open Enterprise Server.



Notícias Relacionadas:

2004-01-21 - SCO processa Novell por calúnia sobre direitos de autor relativos ao Unix

2003-11-04 - Novell anuncia aquisição da SuSE Linux por 210 milhões de dólares

2001-09-13 - Novo NetWare 6 da Novell aposta na compatibilidade

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.