É sabido que a Qualcomm está a desenvolver um novo "motor" para smartphones que deverá estabelecer um novo padrão de qualidade nos próximos topos de gama. Sabe-se que a marca lhe vai chamar 835, mas, para além disso, nada mais.

No entanto, graças ao suspeito do costume, o leaker Evan Blass, é possível começar a delinear as principais apostas da empresa para este novo processador. De acordo com um dos últimos tweets do norte-americano, que consiste numa alegada comunicação interna feita pela administração da Qualcomm, o sucessor do 821 está a ser desenvolvido para trazer melhorias ao nível da durabilidade das baterias e da velocidade de carregamento.

Diz o texto que, com o novo chip, os smartphones vão poder oferecer vários dias de autonomia com um único carregamento e até 5 horas de bateria com apenas 5 minutos de carregamento.

O tamanho vai diminuir em 30% relativamente ao 821 e o consumo de energia em cerca de 40% ao mesmo tempo que a performance aumentará.

Numa altura em que a realidade virtual se consagra enquanto uma tecnologia massificada, depois de um ano repleto de novos headsets móveis, o novo processador também deverá estar afinado para lidar da melhor forma com as suas exigências. Com um CPU Kryo 280, GPU Adreno 540 e Hexagon DSP, é esperado que o chip consiga renderizar gráficos 3D 25% mais rápido e gerar 60 vezes mais cores em conteúdos VR do que o Snapdragon 820.

No âmbito da imagem, o processador vai melhorar a estabilização das gravações em 4K e a focagem automática em modo de fotografia. No da internet, downloads 10 vezes mais rápidos do que os primeiros equipamentos da geração 4G LTE.

Ainda não é conhecida a data em que o processador vai chegar ao mercado, mas é certo que será a bordo de um dos topos de gama que está para se estrear em 2017.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.