“Oh faxavor, um cafezinho” é uma expressão tipicamente utilizada num restaurante para pedir a intervenção do empregado de mesa. Mas a IBM poderá adotar o conceito para futuros modelos de drone, avaliando uma patente registada pela gigante tecnológica. De acordo com o jornal espanhol El País, a tecnologia foi registada no início de agosto nos Estados Unidos.

O documento revela que os drones têm uma câmara e sensores biométricos que identificam certos gestos dos trabalhadores, tais como levantar o braço, para pedir um café. Mas o dispositivo vai mais longe ao identificar os funcionários que apresentam sinais de cansaço, ora pelas suas expressões faciais ou mesmo dilatação das pupilas.

No papel, o drone será ainda capaz de fazer cálculos para prever a necessidade que os trabalhadores sintam de cafeína, através da hora que se levantam ou horas de reuniões. Uma medida que poderá eventualmente antecipar-se à saída dos funcionários para as (prolongadas) pausas para o café.

O processo, segundo as informações, é totalmente autónomo, com o drone a transportar o café em recipientes herméticos e sem derrames. Para além das empresas, a tecnologia poderia ser introduzida em cantinas e cafetarias, por exemplo, para acelerar o serviço em horários de maior movimento.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.