Navegar na Internet de forma completamente segura é algo praticamente impossível, e, por vezes, os perigos surgem mesmo antes de o utilizador começar a utilizar o computador. As mais recentes notícias estão a dar conta de um adware nos computadores Lenovo que é instalado pela própria fabricante nas suas máquinas antes de chegarem ao consumidor, deixando-as vulneráveis e mais propensas a um ataque informático.

Conhecido como Superfish, este software malicioso começa a funcionar sem a permissão do utilizador e insere publicidades nos sites visitados. Segundo o The Independent, a é utilizada pela tecnológica chinesa desde meados de 2014 e deixa os equipamentos com algumas dificuldades na hora de processar páginas mas complexas, levando a uma navegação mais lenta.

Para além disso, o Superfish dá alegadamente permissões à Lenovo para obter informações relacionadas com o tipo de sites que os seus clientes mais visitam, podendo depois negociar a venda dessas informações a terceiros que pretendam exibir a sua própria publicidade.

Em comunicado, a Lenovo já admitiu ter "removido temporariamente" o software dos computadores, apesar de esta ser uma tecnologia "que ajuda os consumidores a encontrar e descobrir novos produtos", negando que também dá acesso a informações relacionadas com a navegação dos clientes.

Apesar de o programa apenas poder ser removido com um reset completo - e posterior instalação - do sistema operativo, é possível desativá-lo no Gestor de Tarefas, como demonstram alguns vídeos do YouTube. Para isso, vá até ao separador "Serviços" e, com o botão direito do rato, force a paragem da aplicação 'VisualDiscovery".


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.