A polícia alemã deteve ontem para interrogatório cinco suspeitos de ligação à distribuição dos worms Sasser e Netsky, depois das buscas realizadas às suas casas, todas elas vizinhas do local onde vive o principal suspeito do caso, Sven Jaschan, presumível autor dos dois vírus.



Segundo a imprensa internacional, um dos suspeitos indicou ter estado envolvido na distribuição do worm Netsky, que surgiu no início do ano, enquanto outros dois admitiram ter recebido o código fonte do mesmo vírus de Sven Jaschan. Nenhum dos cinco jovens foi formalmente acusado, adiantou a polícia alemã.



Sven Jaschan foi detido no Sábado passado no seguimento de uma denúncia em busca da recompensa de 250 mil dólares oferecida pela Microsoft para encontrar o autor da última onda de vírus informáticos. O jovem de 18 anos acabou por se confessar culpado da autoria tanto das cinco versões do Sasser como das 28 variantes do Netsky, aguardando agora julgamento em liberdade (ver Notícias Relacionadas).



Inicialmente, a polícia considerou que Jaschan tinha actuado sozinho na distribuição das variantes dos worms, mas o surgimento de uma nova versão do Sasser já depois do jovem ter sido detido e do seu material informático ter sido apreendido veio levantar suspeitas do envolvimento de terceiros.




Notícias Relacionadas:

2004-05-11 - Duas novas cópias do Sasser baralham autoridades

2004-05-10 - Nova variante do Sasser levanta hipótese de ciberguerra

2004-05-04 - Variantes do worm Sasser cada vez mais perigosas

2004-05-03 - Empresas de anti-vírus elevam alerta de worm Sasser para nível vermelho

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.