No dia 31 de outubro vai ser possível adquirir o primeiro televisor 8K comercialmente disponível. A tecnológica japonesa Sharp é a vendedora e vai cobrar 16 milhões de yens, cerca de 118 mil euros, por cada equipamento.

De acordo com a imprensa internacional, só é dada a designação de televisor ao modelo LV-85001 pois tem um sintonizador de frequências. O objetivo principal é o de usar o "portento de resolução" como um monitor, já que não existem canais a emitir em 8K.

A falta de conteúdos para o televisor é uma das críticas apontadas a uma estreia tão precoce no mercado. E diz-se precoce pois só agora é que o Ultra HD começa a ganhar alguma tração - com canais disponíveis e TVs abaixo dos mil euros - e quando os canais da televisão portuguesa não são sequer emitidos em HD.

A resolução de 7.680x4.320 píxeis é 16 vezes superior à que é possível encontrar num televisor Full HD. Para “alimentar” o monitor de 85 polegadas é necessário usar ao mesmo tempo as quatro entradas HDMI 2.0 do equipamento para que haja largura de banda suficiente para os conteúdos que já existem nesta resolução.

O lançamento parece ser mais um caso de demonstração tecnológica do que uma intenção na democratizar a resolução 8K. Para já o objetivo é vender o modelo LV-85001 maioritariamente a empresas que queiram tirar partido da qualidade visual para a promoção de produtos e serviços.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.