A Agência Espacial Russa, vulgarmente conhecida por Roscosmos, começou a planear uma nova expedição tripulada à Lua.

A agência lançou recentemente uma campanha de recrutamento para potenciais cosmonautas e procura agora entre seis a oito candidatos com experiência nas áreas da engenharia, da aviação ou na indústria espacial. Os interessados terão de passar por um rigoroso processo de seleção onde serão postos à prova em vários testes psicotécnicos, físicos e médicos. Do lote inicial de candidatos a Roscosmos vai selecionar oito finalistas que serão submetidos a um treino intensivo de onde sairão os quatro selecionados para a missão que vão pilotar a nova e reutilizável nave Federatsiya.

Dado o esforço exigido aos cosmonautas em missão, a agência russa exige que os candidatos tenham uma compleição física ajustada à situação. Neste caso, os interessados não podem ter mais de 35 anos, terão de ter uma altura compreendida entre os 1,50 metros e os 1,88 metros e menos de 90 quilos de peso.

Sergei Krikalyov, diretor executivo para as missões tripuladas da Agência Espacial Russa, garantiu que "não vai haver qualquer discriminação racial ou de género na seleção de candidatos".

A aterragem na Lua está agendada para 2031, mas em 2023 a agência vai lançar uma nave tripulada ao espaço para ensaiar a missão.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.