A especialista em reparações iFixit tem um longo historial a desmontar os portáteis da Apple e a ficar dececionada com a forma como os componentes dos computadores são fixos com cola, tornando-se muito difíceis retirá-los sem danificar. Se no mais recente MacBook Air os técnicos apontaram peças soldadas que não podiam ser substituídas, merecendo um 3 em 10 na pontuação geral, o novo MacBook Pro 15 Touch Bar 2019 o veredito ainda foi inferior

A especialista destaca a rapidez do novo portátil da Apple, referindo o processador opcional de oito núcleos como o primeiro na linha MacBook. Mas o que despertou a curiosidade da iFixit foi o teclado e as suas infames teclas em forma de “borboleta”.

À primeira vista, o equipamento oferecia uma estrutura semelhante aos modelos anteriores no acesso aos componentes interiores. A empresa refere que o computador não tem qualquer elemento modelar, o que impede os utilizadores de fazerem upgrades no futuro. No entanto, a especialista em reparações destaca que as teclas têm uma membrana em silicone que cobre o mecanismo “borboleta” que impede poeiras e areia de encravar o seu funcionamento. O problema anterior foi aparentemente retificado.

No geral, nas suas considerações finais, a iFixit destaca apenas que o trackpad pode ser removido e trocado sem dificuldade. Já os restantes componentes, nomeadamente o processador, RAM e memória flash estão soldados à motherboard, impedindo qualquer reparação ou substituição. Já os componentes que englobam o teclado, a tampa superior, baterias, altifalantes e a Touch Bar estão coladas entre si, tornando-se impraticável removê-los para os substituir.

tek ifixit MacBook Pro 15 Touch Bar 2019

No final a pontuação foi de 1 ponto em 10, levando a empresa a concluir que a Apple continua a dificultar os utilizadores de reparem ou a fazer upgrades aos componentes dos seus portáteis.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.