The Witcher 3: Wild Hunt foi lançado em 2015 e foi um grande sucesso global, nas três plataformas onde foi lançado: PC, PS4 e Xbox One, tendo sido recentemente convertido à Switch da Nintendo. Sem dúvida que os jogos ajudaram a vender a ideia à Netflix de produzir uma série televisiva, desta feita baseada nos livros originais do escritor polaco Andrzej Sapkowski.

O certo é que a recente saga televisiva originou agora a procura inversa, enviando os novos fãs, ou antigos para relembrar, para Continent, nas aventuras de Geralt de Rivia em videojogo. No caso da versão digital do jogo para PC, no Steam, o número de jogadores em simultâneo a jogar ultrapassou os 94.000 na plataforma, nos últimos 30 dias, avança Marcin Momot, o responsável global da comunidade da CD Projekt RED, a produtora do jogo, destacando o seu recorde.

O número, por si, já é impressionante, e poucos são os jogos que o atingem, mas mais surpreendente é ser um jogo com mais de quatro anos. A editora polaca tem sido inteligente em capitalizar as atenções da série, tendo feito diversas campanhas publicitárias em torno do jogo, inclusivamente saldos natalícios, em destaque no Steam. Depois de finalizar os episódios da série, os fãs ficaram com “fome” por mais aventuras de Geralt.

O interessante é que não foi apenas o novo jogo que foi procurado pelos fãs. Os primeiros dois títulos também registaram números muito interessantes. Nos últimos 30 dias, The Witcher 2: Assasins of Kings obteve um pico de 6.600 jogadores; ao passo que o primeiro teve o dobro no mesmo período, com mais de 12.000 jogadores a procuraram pela origem lúdica da personagem. De notar que o jogo também está à venda no GOG, plataforma digital de PC da própria produtora do jogo, e que provavelmente obteve também um pico de vendas, não tornado público, assim como as versões consolas.

Sem dúvida que a qualidade da série da Netflix, e o sucesso do terceiro jogo da CD PROJEKT torna o futuro risonho para o universo, com a segunda temporada garantida. A editora polaca também fechou um novo acordo com o autor dos livros para futuros jogos da saga, o que significa que depois de Cyberpunk 2077 tudo está em aberto.

De salientar que toda a série de jogos The Witcher vendeu mais de 40 milhões em todo o mundo, desde que o primeiro estreou em 2007. Mais de metade desse total foi arrecadado pelo terceiro jogo, com mais de 20 milhões de unidades vendidas, com dados de junho de 2019, segundo o Games Industry.biz.

Como curiosidade, veja a comparação das personagens da série televisiva com o terceiro jogo da saga.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.