As imagens foram registadas pela câmara a bordo da sonda espacial Cassini no final do ano passado, mais precisamente a 18 de dezembro, e embora tiradas a mais de 56 mil quilómetros dos anéis, conseguem mostrar partículas cósmicas como se estivéssemos a uma distância de “meros” 550 metros - ou o mesmo que olhar para o fundo da rua.

Os pormenores conseguidos vêm confirmar que nos dois maiores anéis — A e B — de Saturno há “ondas”, “tubos” e “hélices”, segundo a NASA, cuja existência já tinha sido mostrada quando a sonda entrou na órbita deste gigante gasoso, em julho de 2004.

Recorde-se que a missão Cassini-Huygens é um projeto conjunto da NASA, da Agência Espacial Europeia (ESA) e da Agência Espacial Italiana (ASI) e foi lançada em outubro de 1997. Está previsto que a missão termine este ano, dia 15 de Setembro de 2017, quando a sonda espacial mergulhar na atmosfera de Saturno.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.