Um conjunto de empresas ligadas à área dos servidores vão investir 10 mil milhões de dólares, o que corresponde a cerca de 8,2 mil milhões de euros, na tecnologia Itanium da Intel até 2010. Hewlett-Packard, Unisys, Silicon Graphics, NEC, Hitachi, Fujitsu, Fujitsu-Siemens e a Bull pretendem aplicar o montante na pesquisa e desenvolvimento e em marketing, visando aumentar a popularidade do processador no mercado.



O anúncio foi feito durante um encontro promovido no âmbito da Itanium Solutions Alliance, uma entidade da qual as empresas investidoras são membros fundadores, além da Intel, e da qual fazem igualmente parte a Microsoft, a Red Hat, a Novell e a Oracle, entre outras empresas da área do software.



A par do investimento foi igualmente anunciada a constituição do Itanium Solutions Catalog, uma listagem onde se descrevem as várias combinações possíveis de hardware e software para tarefas específicas. "O Itanium tem tirado partido tanto da tecnologia da IBM como da Sun. Estamos no caminho certo, mas queremos ir mais depressa", referiu Tom Kilroy, director geral do Digital Enterprise Group, da Intel, numa conferência de imprensa, citado pela C|Net. "O investimento de 10 mil milhões de dólares é uma afirmação de que queremos avançar como uma entidade unificada", acrescentou.



O responsável também quis deixar esclarecida a razão da aposta da Intel no Itanium. "Estamos a falar de uma oportunidade de 140 mil milhões de dólares em hardware. A essa soma-se a oportunidade em termos de software e serviços (...) há por isso uma razão para os 10 mil milhões de dólares de investimento em jogo".



Notícias Relacionadas:
2005-07-11 - Próxima geração Itanium dual core incrementa níveis de performance em 60%

2004-12-16 - Intel assume integralmente negócio do processador Itanium

2004-09-27 - HP abandona processadores Itanium para estações de trabalho

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.