A encerrar a maior feira de tecnologias dos Estados Unidos, a Consumer Electronics Show, um conjunto de empresas de tecnologia, representadas pela Consumer Electronics Association, promoveram um dia verde e deram corpo a um conjunto de iniciativas viradas para a educação ambiental do consumidor, para a importância da reciclagem de material electrónico e para as questões da eficiência energética.



Entre as iniciativas agendadas contam-se o lançamento de um guia de recursos, designado myGreenElectronics.org, e a apresentação dos primeiros dados de um estudo sobre o consumo energético nos produtos de electrónica de consumo.



A primeira iniciativa tem como objectivo manter o consumidor informado sobre os seus deveres e opções em matéria de reciclagem de produtos informáticos, procurando ainda contribuir para uma utilização responsável dos equipamentos electrónicos. O segundo pretende fazer o retrato da realidade a este nível e ajudar a definir políticas mais eficazes.



Em matéria de números, as conclusões já disponíveis e apresentadas no evento revelam que os consumidores estão mal informados sobre as opções de reciclagem. Setenta e seis por cento dos inquiridos revelam não ter qualquer conhecimento sobre os programas de reciclagem das suas zonas de residência. No mesmo grupo, 71 por cento garantem que estavam disponíveis para reciclar, se tivessem conhecimento da forma como o podem fazer.



"Os consumidores só podem reciclar os seus produtos electrónicos se souberem onde, como e quando faze-lo", sublinha Shawn DuBravac, economista e membro da CEA, lembrando que a maior parte destes inquiridos procuram esse tipo de informação nos meios de comunicação comuns.



Este evento distinguiu ainda um conjunto de empresas pela atitude responsável nas questões ambientes que permitiu reciclar 51 milhões de euros em produtos de electrónica de consumo ao longo do ano passado.



Incluíram-se neste leque Best Buy, Cingular, Dell, eBay, Hewlett-Packard, Intel, JVC, NEC, Philips, Panasonic, Samsung, Sharp, Sony e Staples. Além do reconhecimento colectivo, a HP e a Dell mereceram ainda um reconhecimento especial pelos esforços adicionais nesta matéria.



Dell avança com programa Planta uma Árvore por Mim


Na mesma linha de preocupações, a Dell apresentou hoje a iniciativa Planta uma Arvore por Mim. Desta forma, a empresa dispõe-se a plantar árvores pelos seus clientes num esforço de minimizar os impactos do carbono da energia que resultam da utilização dos seus produtos.



"A experiência do cliente começa ao receberem o melhor valor e continua com o conhecimento de que estamos a trabalhar com para proteger o meio ambiente durante todo o ciclo de vida do produto," explica Michael Dell, Presidente da Dell, citado em comunicado.



Para aderir, os clientes da companhia devem contribuir com dois euros, na compra de um portátil, ou seis euros, na compra de um equipamento de secretária. Para já apenas quem compra um novo PC Dell nos Estados Unidos pode aderir à iniciativa. A partir de Fevereiro o programa fica disponível para todos os clientes americanos e em Abril passa a estar acessível em todo o mundo.



A iniciativa planta uma árvore insere-se num programa mais vasto que integra também um plano gratuito de reciclagem de equipamentos, um programa de preservação florestal (para a utilização de papel reciclado na empresa), um programa de eficiência energética e um outro relacionado com a utilização de químicos.



O Green Day, onde se inseriram as iniciativas para a educação ambiental realizadas no âmbito da CES, teve lugar ontem em Las Vegas. A feira termina hoje, quinta feira.

Notícias Relacionadas:

2007-01-08 - Entretenimento e aplicações para a casa centram discurso de Bill Gates na CES
2005-10-24 - Doação de equipamentos informáticos velhos a África cria problema ambiental

2004-03-08 - Nações Unidas apelam ao prolongamento do ciclo de vida dos PCs para proteger o ambiente

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.