A evolução das Smart TVs e a chegada de novas funcionalidades, como os comandos de voz, está a tornar o comando remoto num objeto obsoleto, mas também pode levantar algumas questões de privacidade. Uma atualização na política de privacidade da Samsung, que na sua linha de televisores inclui aquele tipo de funcionalidades de voz, está a deixar os utilizadores indignados ao alertar para uma possível divulgação de dados privados sem o consentimento do cliente.

A Internet das Coisas já chegou há vários anos ao mundo dos televisores. Com novas funcionalidades, houve a necessidade de incluir formas de navegação mais simplificadas, e a utilização da voz, à semelhança do que acontece nos smartphones, é uma delas. Contudo, a questão da privacidade volta a vir ao de cima e a envolver a Samsung em polémica.

Na página da política de privacidade da empresa, é dado um aviso que chamou à atenção: "esteja consciente de que, se diz algo relacionado com dados pessoais ou informações sensíveis, essa informação irá estar entre os dados obtidos e transmitidos a outros serviços através do Reconhecimento de Voz".

No resto do texto, explica-se que a recolha daquilo que o cliente diz ao seu televisor irá servir para "avaliar e melhorar" tal funcionalidade, mas não é totalmente esclarecedora quando fala de "third-party services". Esta opção poderá ser desligada nas definições, mas isso pode levar a que todo o sistema de Reconhecimento de Voz fique inacessível para os clientes.

O que irá ser gravado e quando

Contactado pela CNET, um representante da Samsung frisou que os clientes podem facilmente reconhecer quando esta funcionalidade está ativada pelo aparecimento de um microfone do ecrã. "A Samsung leva muito a sério a privacidade do consumidor. Todas as nossas Smart TVs incluem a codificação de dados para garantir a segurança da informação dos clientes e prevenir recolha não autorizada de dados", disse.

Tudo o que irá ser guardado, referiu o representante, são "comandos e pesquisas feitas com recurso à TV", sendo que a informação "não será partilhada ou vendida aos parceiros da Samsung". Caso o cliente autorize a recolha de dados, estes serão "enviados para um servidor, que realiza a pesquisa pelo conteúdo pretendido e envia-o para o televisor", acrescenta a mesma fonte.~


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.